terça-feira, setembro 30, 2008

Criacionismo vs Evolução

Aceitação da Evolução



Eu até percebo este pessoal... Eles olham para si, olham em volta, e pensam: Esta porcaria toda não pode ser resultado da evolução. O trabalho teria ficado muito melhor. Só pode ter sido deus...

David Marçal, no Inimigo Público:

O mundo foi criado em apenas 5,6 dias


Deus pode ter sido mais rápido do que se pensava. Tal como o físico João Magueijo propôs que a velocidade da luz não é constante, questionando um dos paradigmas da relatividade de Einstein, também a velocidade de Deus pode ser variável. Segundo a teoria VGS (Varying God Speed, na sigla inglesa), nos tempos primordiais (até ao sétimo dia) a velocidade de Deus poderá ter sido mais elevada. Uma das consequências é que Deus não descansou o sétimo dia inteiro, o que poderá permitir a abertura dos hipermercados ao domingo.

Na relatividade criacionista a velocidade da luz (c) é substituída pela velocidade de Deus (D)


Imaginemos um observador na Arca de Noé que se desloca à velocidade de Deus. Outro observador está parado, empoleirado em cima de um ramo de oliveira. E que há uma vela acesa na arca. O observador na arca vê a luz fazer um percurso rectilíneo até um espelho pendurado no mastro. Já o observador empoleirado em cima do ramo de oliveira vê a luz fazer uma trajectória obliqua. Essa trajectória é obviamente maior do que a trajectória rectilínea vista pelo observador dentro da arca. Se a velocidade de Deus é constante, e se visto de fora o percurso da luz é maior, o tempo tem que ter passado mais rápido para o observador dentro da arca de Noé.

Controvérsia: o estado a que a economia portuguesa chegou foi criado ou resulta de evolução?

Manuela Ferreita Leite acredita que estado actual da economia portuguesa é fruto do "intelligent design", e que esta teoria deve ser ensinada nos debates e comentários na televisão, em paralelo com a "teoria da evolução para a crise". Segundo a líder do PSD, o estado calamitoso da economia portuguesa não pode ser fruto de um processo evolutivo com base em mudanças aleatórias e selecção natural, pois a sua complexidade indica a existência de uma inteligência sobrenatural a desenhar o buraco em que Portugal se enfiou. Ferreira Leite acredita que a vontade desse Ser (a que chama Vasco) se manifestou nos Primeiros-Ministros em funções desde o 25 de Abril (excepto em Cavaco) e que o PREC foi uma espécie de génesis.
Enviar um comentário